Menina morre de febre maculosa após ser picada por carrapato - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Menina morre de febre maculosa após ser picada por carrapato

Share This
A Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) confirmou a primeira morte por febre maculosa em 2015 no Paraná.  Uma menina de 12 anos, moradora de São Carlos do Ivaí, no noroeste do estado, foi picada por um carrapato-estrela infectado e morreu no dia 14 de janeiro no Hospital Universitário de Maringá, no norte do Paraná. A causa da morte foi confirmada na terça-feira (3).
No dia da morte de Bianca Gonzales Moreira os médicos suspeitaram que a garota havia morrido por dengue hemorrágica.
Segundo a Sesa, a suspeita de dengue foi levantada porque a cidade onde a vítima morava vive uma epidemia de dengue e os sintomas relatados eram semelhantes com os da doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti. Bianca sentia dores de cabeça e no corpo, estava com febre alta e não tinha apetite.
Após a realização de exames e investigação dos lugares por onde a menina passou, o órgão de saúde descobriu que Bianca foi picada por carrapatos em um sítio de Ribeirão Claro, no norte do Paraná, no fim de 2014.
O carrapato-estrela é encontrado em animais de grande porte, como bois e cavalos, mas também pode se hospedar em cães, gatos, aves domésticas e roedores. O risco de morte de pessoas infectadas pela doença é de 40%. “Nós não estamos acostumados com esse tipo de diagnóstico no Paraná, por isso foi difícil identificarmos a doença”, explica o médico Michel Abraão.
O Laboratório Central do Estado (Lacen) ainda divulgou o resultado de exames de um homem, de 48 anos, morto no dia 29 de dezembro de 2014 no Hospital Universitário de Londrina, no norte do Paraná.  De acordo com a Sesa, o homem também foi vítima de febre maculosa.
Nesse caso, a secretaria informou que a vítima foi picada por um carrapato-estrela infectado no pantanal matogrossense. Ele cuidava de gados em uma fazenda no estado.
Fonte: G1

Post Bottom Ad