Operação “Coisas da Vida”: Polícia Civil desarticula quadrilha suspeita de cometer vários crimes em Tocantinópolis - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Operação “Coisas da Vida”: Polícia Civil desarticula quadrilha suspeita de cometer vários crimes em Tocantinópolis

Share This
Foto:2ª DRPC TOCANTINÓPOLIS
Dando continuidade às ações de combate à criminalidade, determinadas pelo Secretario da Segurança Pública, Dr. César Roberto Simoni de Freitas, em todo o Estado do Tocantins, a Polícia Civil, por intermédio da 2ª Delegacia Regional de Tocantinópolis, no Extremo Norte do Estado, deflagrou, durante toda esta segunda-feira, 02, naquele município, a operação“Coisas da Vida” que resultou na prisão de 06 homens suspeitos de integrarem uma organização criminosa responsável pela prática de vários crimes, na cidade e demais municípios da região.

A operação teve início às 07hs da manhã, de hoje, e contou com a participação de 30 Policiais Civis da 2º DRPC e da 10ª Regional de Araguatins, sendo comandada pelo Delegado Regional Dr. Tiago Daniel de Moraes, com apoio do Delegado Dr. Rommel Rubens Costa Rabelo.

Durante a ação, foram presos, mediante o cumprimento de mandados de prisão temporária, em vários bairros da cidade; Marcos Levi Caetano da Silva, vulgo “Marquinho”, 18 anos de idade, Eduardo Angelo de Oliveira Damasceno, 19 anos, Alexandre Dias dos Santos, vulgo “Xan”, 20 anos de idade, Bruno Roberto Santos Mendes, 18anos, Rubens Pereira da Silva, vulgo “Loirim”, 21 anos e Paulo Cesar Da Silva Sousa, também conhecido como “Lili”, 18 anos de idade.

Além disso, os Policiais Civis também cumpriram 07 mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados, em Tocantinpólis e 01 mandado em São Miguel do Tocantins, bem como, um mandado de internação em desfavor de um adolescente de 17 anos, também suspeito de fazer parte do bando criminoso.

Conforme apontaram às investigações da Polícia Civil, a referida associação criminosa, que é chefiada por Marcos Levi, é responsável pela prática de diversos crimes, dentre eles: Tentativa de homicídio, porte ilegal de arma de fogo, disparo de arma de fogo, ameaça e vários roubos ocorridos em Tocantinópolis e nas cidades de São Miguel/TO, Itaguatins/TO e Maurilândia/TO.

Segundo os levantamento da PC, também integram a associação criminosa; Carlos Adriano Alves da Silva e Jheimes da Silva Sousa, os quais já se encontram presos na Cadeia Pública de Tocantinópolis pelos crimes de roubo, praticados na cidade de Maurilândia, em dezembro do ano passado. Dos dez integrantes da quadrilha, apenas um não foi preso até o momento.

De acordo com o Delegado Regional, os membros da associação criminosa foram presos, temporariamente, objetivando o desfecho das investigações acerca dos diversos crimes que lhes são atribuídos, a fim de que todos sejam, devidamente responsabilizados por estes. A ação também visa esclarecer outros crimes, que são atribuídos ao grupo, como é o caso de várias joias confeccionadas em ouro, encontradas na casa de um dos integrantes da quadrilha, o qual não soube informar como elas chegaram às suas mãos.

Após os procedimentos cabíveis, os suspeitos foram recolhidos à carceragem da Cadeia Pública de Tocantinópolis onde permanecerão a disposição do Poder Judiciário.

Com informações: Rogério de Oliveira 

Post Bottom Ad