Câmeras flagram homem furtando dinheiro de igreja - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Câmeras flagram homem furtando dinheiro de igreja

Share This


As câmeras de segurança da Paróquia Santo Antônio de Pádua flagraram mais um furto na madrugada deste sábado (21). Por volta das 3h40, um homem arrombou a porta da secretaria da igreja localizada na quadra 110 Sul, na capital. Ele conseguiu entrar na sala do padre e revirou gavetas em busca de dinheiro. Depois de 40 minutos no local, o homem, que provavelmente agiu sozinho, fugiu levando um aparelho de televisão e R$ 200. Esta é a segunda vez em 15 dias que a igreja é alvo de criminosos.(Veja Video)
Ladrão revirou a igreja em busca de dinheiro (Foto: Divulgação/Paróquia Santo Antônio)Ladrão revirou a igreja em busca de dinheiro
(Foto: Reprodução/Facebook)
Conforme mostram nas imagens, ele tentou quebrar o vidro da janela da sala do padre Edson Fernandes com a mão. Como não conseguiu, o suspeito pegou um tijolo. Depois, ele saltou a grade do balcão, revirou todas as gavetas, pegou os envelopes dos dízimos e depois jogou fora já que não havia dinheiro. Ele fugiu do local levando um aparelho de televisão e R$ 200 oriundos das inscrições da catequese.
Após a ação, ele foi embora tranquilamente e deixou para trás os prejuízos. Segundo o padre, esta é a segunda vez em 15 dias que a paróquia é assaltada. Da outra vez, o assaltante arrombou a janela da secretaria, levou a urna do dízimo, um computador portátil e o dinheiro da catequese. A suspeita do padre é que os dois furtos tenham sido praticados pelo mesmo homem. Mas nos dois casos, o padre não conseguiu registrar ocorrência devido à greve da Polícia Civil. "Tentei na Polícia Civil, mas como estão em greve, dizem que não podem fazer nada e infelizmente estamos reféns dessa situação".
A greve dos policiais civis já dura quase um mês e a população do estado é quem mais sofre com a paralisação dos serviços. Muitas ocorrências não estão sendo registradas, o que compromete o trabalho de investigação dos crimes. Eles cobram do governo a equiparação salarial, mas até o momento os policiais e o Estado ainda não entraram em um acordo. O governo do Tocantins informou que só voltará a negociar com a categoria após o fim da paralisação, enquanto isso os serviços externos ficarão paralisados.
Fonte: G1

Post Bottom Ad