Detento filma colega sendo eletrocutado em cadeia - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Detento filma colega sendo eletrocutado em cadeia

Share This



"Deu errado, deu errado... Desgraça, ó o parceiro morrendo naquele fogo. Ó lá, o parceiro morto lá". Com este lamento um detento filmou, de dentro do pavilhão, a tentativa frustrada de fuga de um colega que morreu eletrocutado no presídio do Serrotão, em Campina Grande. O vídeo foi divulgado em uma rede social neste sábado (28). A tentativa de fuga aconteceu na quinta-feira (26), quando os presos cerraram a grade de uma cela e o primeiro a tentar pular o muro ficou enlaçado na cerca elétrica. Ele foi socorrido para o Hospital de Trauma da cidade e morreu na sexta-feira (27).De acordo com a direção, pelo menos seis presos tentaram fugir do Complexo do Serrotão. Depois do acidente com a cerca, os outros foram interceptados pelos agentes na hora da ação. O diretor Manoel Osório informou que o responsável pela filmagem deve ser identificado nos próximos dias.
Um detento filmou o momento em que outro apenado foi eletrocutado ao tentar fugir de presídio (Foto: Reprodução/Youtube)Detento filmou o momento em que outro preso
foi eletrocutado (Foto: Reprodução/Youtube)
A tentativa de fuga aconteceu por volta das 2h30 de quinta-feira. O detento de 28 anos foi eletrocutado ao tentar pular o muro, depois foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Hospital de Emergência Trauma de Campina Grande. Segundo a unidade de saúde, ele chegou em estado gravíssimo e ficou na Área Vermelha do hospital, onde morreu na manhã de sexta-feira.
"Ainda não identificamos o autor da filmagem, mas o nosso pessoal está trabalhando nisso desde a manhã, quando tivemos acesso às imagens. No dia da tentativa de fuga fizemos buscas, mas não encontramos esse material. Pelo ângulo, identificamos que foi filmado da janela do pavilhão 6, o mesmo onde os presos estavam e onde há 46 presos. Temos suspeitos e acreditamos que nossa inteligência vai identificar o responsável ou recuperar esse celular nos próximos dias", explicou o diretor Manoel Osório.
Fonte: G1

Post Bottom Ad