Fifa manda Fla pagar mais de R$ 100 mil ao Vasco, clube formador de Love

09:53



Vencedor dos dois clássicos no ano - uma num torneio amistoso em Manaus, outra no duelo da semana passada pelo Carioca -, o Flamengo sofreu uma pequena derrota no tribunal da Fifa para o rival. Três anos depois do clube rubro-negro comprar o atacante Vagner Love ao CSKA, da Rússia, a entidade máxima do futebol bateu martelo e condenou o Flamengo a pagar, em 30 dias, Vasco, Palmeiras e Campo Grande como clubes formadores do atual jogador do Corinthians. 

Love passou dois anos na categoria de base do Vasco - jogando no mirim e no infantil. Pelo mecanismo de solidariedade, o Vasco tem direito a receber pouco mais de € 31 mil - na moeda brasileira, com juros de 5% anuais sobre este valor, a quantia chega a cerca de R$ 120 mil. O Campo Grande vai receber um pouco menos do que os vascaínos e o Palmeiras, clube onde Love completou sua formação e chegou aos profissionais, cerca de R$ 15 mil.

Em janeiro de 2012, sob condução do ex-vice de finanças Michel Levy, o Flamengo aceitou pagar em quatro parcelas € 10 milhões (quase R$ 30 milhões) pelos direitos econômicos do atacante. Os russos receberam € 4 milhões, e os € 6 milhões restantes terminaram perdoados na negociação de retorno do atacante para o CSKA. 
Porém, no ato da compra, o Flamengo não repassou o valor obrigatório para clubes formadores. Vasco e Campo Grande entraram com processo na Fifa, por meio da advogada Luciana Lopes, que ainda representa o clube cruz-maltino em casos de mecanismo de solidariedade. Três anos depois, a decisão finalmente saiu e o Fla tem 30 dias para pagar aos clubes formadores. 
O vice-presidente jurídico do Flamengo, Flavio Willeman, lembra que, ao menos, a Fifa aceitou os argumentos do clube, provando que o valor da compra terminou sendo "apenas" € 4 milhões, não os € 10 milhões acordados anteriormente. Ou seja, os 5% que devem ser destinados aos clubes formadores incidem sobre o menor valor. 
Segundo o dirigente do Flamengo, o CSKA da Rússia será da mesma maneira obrigado a reembolsar o clube por esse valor recebido e que deveria ser destinado aos clubes formadores. 
- Eles (clubes) queriam que fosse pelo percentual de € 10 milhões, no que não concordamos. Agora, não tem o que fazer. Entre pagar com base de cálculo de € 10 milhões ou € 4 milhões, pago com € 4 milhões. São € 6 milhões de diferença. A mesma decisão que condena o Flamengo a pagar os outros clubes, condena o CSKA a pagar o Flamengo - disse Willeman.
Entenda como funciona o mecanismo de solidariedade
A Fifa criou o mecanismo de solidariedade para repassar um percentual de transferência internacional para os clubes formadores de jogador. Estes clubes têm direito a 5% do valor da transação. Como no caso de Love, o percentual pode ser dividido por todos os clubes onde o jogador passou, dos 12 aos 23 anos de idade. No caso de o atleta ter ficado até menos que um ano, a equipe ainda assim tem direito ao valor proporcional ao período.  
Fonte: GLOBO.COM

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »