Policia desfila em carro aberto com acusados de matar PM - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Policia desfila em carro aberto com acusados de matar PM

Share This


O policial militar identificado como Ubirajara Moreira Dias de 46 anos, era casado tinha dois filhos e a 25 anos atuava como Pm e também  como moto-taxista nas folgas. Ele   foi morto neste final de semana  em Patos no Sertão da Paraíba, durante um assalto em um posto de gasolina no bairro Monte Castelo. O cabo da PM  chegou ao local para abastecer a sua moto quando percebeu tod a ação criminosa. Ele trocou tiros com três assaltantes e acabou sendo gravemente ferido e morrendo no local. Após cometerem o crime o trio fugiu usando a moto do PM e levando o dinheiro que estava com os frentistas do posto.  O crime revoltou toda a população e a policia ouviu o clamor e deu uma resposta rápida.  Logo no inicio desta semana três homens e dois adolescentes, suspeitos de envolvimento na morte do policial  foram foram apresentados para a população através de  um "desfile" em carro aberto.  Populares apualdiram a ação dos policiais e bastante revoltados queriam linchar um dos acusados na porta da delegacia. A operação para prisão e apreensão dos suspeitos mobilizou mais de 80 policiais. Além dos cinco detidos, outros dois criminosos morreram em uma troca de tiros durante a ação, segundo a PM. Os suspeitos foram presos após a análise das imagens do circuito interno de segurança do posto de combustível. Segundo a polícia, o primeiro dos detidos apontou onde estavam os outros que participaram do crime. Segundo informações da Polícia Militar, o grupo detido suspeito de matar o policial militar é apontado como responsável por vários crimes na região de Patos. Na operação, a polícia apreendeu duas espingardas, um revólver, munições, capuzes, documentos, as roupas usadas no assalto, celulares, droga e uma quantia em dinheiro não informada pela polícia. O tenente-coronel Francisco Campos comentou que a ação foi uma resposta à população da cidade sertaneja. “Nós acreditamos que eles passarão um bom tempo fora de ação. Acredito que seja uma resposta para a sociedade, para a família, para os nossos companheiros do batalhão, para toda a população sertaneja que confia na Polícia Militar”, ressaltou.  O enterro do policial  contou com a presença de amigos, familiares, autoridades militares e curiosos que compareceram ao local para prestar um último momento de solidariedade. O corpo foi conduzido por uma viatura do Corpo de Bombeiros e teve a homenagem da Orquestra Filarmônica do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) que seguiu até o cemitério, onde ele foi sepultamento

Fonte: Plantão Policial

Post Bottom Ad