Em menos de 48 horas Polícia Civil elucida assalto e prende dois suspeitos

08:21

 


Estão presos na Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional, Pablo Thallison Ferreira da Costa, de 20 anos e Gabriel Rodrigues Morais, 22. Conforme investigações realizadas pela 2ª Delegacia de Polícia (DP) de Porto Nacional, os dois indivíduos são os principais suspeitos de assaltar uma loja de telefonia, no centro da cidade, na última segunda-feira, 31. Eles foram presos mediante o cumprimento de mandados de prisão preventiva. Conforme o delegado Mozart Félix, responsável pelo caso, Gabriel Rodrigues é o suspeito flagrado pelas câmeras de segurança do estabelecimento comercial no momento em que praticava o roubo. Durante a ação criminosa, o indivíduo, armado e na companhia de outro comparsa, subtraiu mais de 30 aparelhos celulares, além de tablets, dinheiro e joias de funcionários e clientes. Segundo o proprietário da loja, o prejuízo causado pelos assaltantes, se aproxima de R$ 40 mil. Após determinar a autoria do crime, o delegado Mozart Félix, titular do 2º DP, representou pela prisão preventiva dos autores e, juntamente com sua equipe de agentes, cumpriu, na tarde da última quarta, 2, os mandados de prisão preventiva em desfavor de Pablo Thallison e Gabriel Rodrigues. Na mesma ação, os policiais civis ainda conseguiram recuperar 28 aparelhos celulares que estavam de posse dos autuados. Para o delegado, a prisão dos dois suspeitos representa mais segurança para a sociedade portuense, “Em menos de 48 horas, conseguimos identificar a autoria do roubo e, efetuar a prisão dos dois indivíduos, o que vai trazer mais paz e tranquilidade a toda a sociedade de Porto Nacional, uma vez que Gabriel e Pablo são considerados perigosos e agiam, sempre, com o emprego de armas de fogo”, pontuou.  De acordo com o delegado, as investigações foram intensificadas com o intuito de localizar o restante dos bens roubados, bem como apurar a participação de receptadores dos produtos subtraídos. Os acusados foram indiciados pelo crime de roubo majorado e colocados à disposição do Poder Judiciário.
Fonte: SSP-TO

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »