Políticos e assessores passeiam em Araguaína nos ônibus novos da Cooperlota e revolta população - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Políticos e assessores passeiam em Araguaína nos ônibus novos da Cooperlota e revolta população

Share This


Micro-ônibus da Cooperlota, cooperativa que ficará responsável pelo transporte público complementar em Araguaína (TO), foram flagrados levando simpatizantes e aliados políticos para o lançamento das obras do Centro Especializado em Reabilitação (CER), na sexta-feira (16). Os veículos passaram toda a manhã à disposição fazendo o "leva-e-traz" de assessores que acompanhavam a ministra, inclusive a um canal de TV, onde concedeu entrevista.

O novo transporte, com acessibilidade e ar-condicionado, já deveria estar em funcionamento desde o dia 1º de março, no entanto, vários entraves na liberação dos recursos para financiamento dos veículos fizeram com que a data fosse remarcada por quatro vezes. Mesmo assim, ainda não existe uma previsão específica para início dos serviços.

Mas, enquanto a população anda em ônibus antigos e sem climatização, a Cooperlota cedeu alguns veículos novos, e ainda sem placas, para fazer o transporte de políticos, assessores e simpatizantes para assistir o discurso da senadora Kátia Abreu (PMDB). A cena foi registrada em vídeo e causou revolta nas redes sociais.

"Absurdo, os políticos fingindo que estão trabalhando e a população morrendo a míngua. E dos ônibus, não tenho nem palavras para comentar, pois só quem precisa do transporte público de Araguaína sabe o sofrimento que estamos passando. Por que o senhor prefeito não fez a gentileza de organizar esse passeio em uma das sucatas que estão rodando em nossa cidade? Falta de vergonha", desabafou a moradora Regiane Carvalho.

"Ônibus de enfeite, só para decorar o pátio mesmo. Transportar o povo que é bom, nadaaaaa", criticou Crys Tyane.

A revolta da população é que 50 micro-ônibus estão parados no pátio da cooperativa há vários meses e sem previsão para circular.

No dia 15 de setembro, a Cooperlota anunciou que o Banco Moneo liberou o financiamento de mais de R$ 13 milhões para pagamento dos veículos. Naquela data, a AMTT disse que ainda faltavam pelo menos sete etapas para que a frota pudesse circular.

Contrato emergencial

Enquanto a nova frota não entra em circulação, a prefeitura de Araguaína paga cerca de R$ 141 mil mensais à Cooperlota para subsidiar o transporte coletivo na cidade com ônibus antigos, maioria descartados da cidade de São Paulo. A tarifa sai por apenas R$ 1, bem abaixo do preço normal, que é de R$ 2,35.

Informações: ARAGUAINA NOTICIAS

Post Bottom Ad