Oito veículos recuperados em menos de 10 dias por policiais civis da DERFRVA

16:16


Treinados para identificar irregularidades em veículos automotores, policiais civis da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) recuperaram, nos últimos 10 dias, oito veículos com características adulteradas. O último ocorreu no início da tarde desta quarta-feira, 9, às margens da TO 050, quando um veículo modelo Gol, ano 2014, foi apreendido durante uma ação de combate á máfia do carro clonado, em Palmas, a qual foi coordenada pelo delegado Rossílio Souza Correia.

Conforme o delegado, os agentes da DERFRVA estavam realizando trabalhos investigativos, nas imediações de um posto de gasolina, localizado as margens da TO 050, quando avistaram o referido veículo. A atitude suspeita do condutor levou os policiais civis a realizarem uma abordagem ao mesmo. Durante a vistoria, os agentes identificaram alterações nas características originais do veículo, o qual estava com placas, chassi, motor, lacre e etiquetas adulterados.

O carro estava em poder de Fabiano Barbosa Lustosa, 31 anos, que foi conduzido à Delegacia, juntamente com o veículo apreendido, onde foi autuado pelos crimes de receptação e uso de documento falso. O veículo será periciado e, posteriormente, restituído ao seu legítimo proprietário.

Essa é a oitava apreensão de veículos roubados e clonados, realizada por policiais da Delegacia Estadual de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos, nos últimos 10 dias. O delegado Rossílio Correia credita os bons resultados obtidos até o momento, a eficiência dos policiais civis da DERFRVA, no reconhecimento de carros clonados e roubados e nas ações de combate a essa prática de crime, as quais têm sido realizadas ininterruptamente, em todo o estado.

“Um dos fatores que têm contribuído para o sucesso das apreensões de veículos roubados e clonados, é o treinamento rigoroso de identificação veicular que os policiais civis da Derfrva vêm recebendo dos Peritos Oficiais da Polícia Científica, por intermédio do Instituto de Criminalística”, ressaltou.  

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »