Suspeito de ter raptado Laura é liberado da prisão por falta de provas - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Suspeito de ter raptado Laura é liberado da prisão por falta de provas

Share This

Suspeito de envolvimento no desaparecimento da menina Laura Vitória, de 9 anos, Ronaldo Santana da Silva, de 40 anos, foi liberado da Casa de Prisão Provisória de Palmas. Segundo o delegado responsável pelo caso, o prazo da prisão provisória terminou e não há novos indícios para mantê-lo preso.
Silva foi liberado na tarde desta quinta-feira (7), após ordem judicial, mas a informação só foi divulgada nesta sexta-feira (8). Ele estava no presídio desde o dia 8 de março, quando se apresentou à polícia.
O delegado que investiga o caso, João Sérgio Vasconcelos Kenupp, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que a investigação continua.
Entenda
Ronaldo Santana Silva foi preso dias depois que a Polícia Civil divulgou uma foto dele. Após ser preso, o delegado explicou que ele era o principal suspeito, pois morava no mesmo condomínio que a menina e testemunhas o viram seguindo a criança no dia em que ela sumiu.
Ao ser questionado pela polícia, o homem disse que não viu Laura e que não sabia nada sobre ela. Segundo o delegado, ele afirmou que estava em casa com a mulher, mas ela não confirmou a informação quando foi ouvida.
"A esposa negou tudo. Disse que só chegou em casa por volta das 16h. A história que ele contou é diferente da dela. Então, o advogado havia se comprometido a trazer ele aqui na delegacia para explicar essa lacuna, esse espaço de tempo em que ele disse estar com a mulher, mas que, segundo ela, não estava. Só que ele fugiu até do advogado."
Laura
A menina Laura Vitória, de 9 anos, saiu de casa por volta das 10h30 do dia 9 de janeiro para ir a um supermercado e desapareceu. Ela morava com a avó na região sul da capital. Imagens das câmeras de segurança do estabelecimento mostraram quando a menina entrou no local. Ela ficou por alguns minutos e depois saiu com uma sacola na mão. Depois, ela não foi mais vista.
Informações: G1

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here