DEIC/NORTE prende mulher suspeita de integrar quadrilha especializada no tráfico de drogas em Araguaína - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

DEIC/NORTE prende mulher suspeita de integrar quadrilha especializada no tráfico de drogas em Araguaína

Share This
Rogério de Oliveira


Dando continuidade às ações da operação “Fênix”, que foi deflagrada pela Delegacia Estadual de Investigações Criminais, (DEIC) Núcleo Norte, de Araguaína, com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada no tráfico de drogas, que atuava no comércio de entorpecentes, naquele município, na manhã deste sábado, policiais civis daquela Delegacia Especializada, efetuaram a prisão de Cleonice Roque da Silva, 36 anos de idade.

 Ela é suspeita de integrar a referida organização criminosa, a qual também atuava em presídios no município do norte do Estado, além de outros crimes e foi capturado, mediante o cumprimento de um mandado de prisão preventiva, quando se dirigia a Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, a fim de visitar seu esposo, que se encontra preso no local.

De acordo com o delegado José Anchieta de Menezes Filho, responsável pela operação “Fênix” e pela ação, que resultou na prisão de Cleonice, os investigadores da DEIC, já estava monitorando a mulher, há alguns dias, devido ao fato de que, as investigações apontaram que a mulher integrava e atuava efetivamente, no tráfico de drogas em Araguaína e região.

“Após as investigações, conseguimos elementos suficientes que demonstravam o envolvimento de Cleonice com a prática de ilícitos, em Araguaína e, desta maneira, representamos, junto ao Poder Judiciário, pela prisão da mulher, a qual foi deferida e cumprida, por nossa equipe, na manhã deste sábado”, ressaltou.

Ainda conforme o delegado, as investigações da operação Fênix terão continuidade e novas prisões podem ocorrer nos próximos dias. “Nossos investigadores continuam trabalhando, efetuando levantamentos e buscas, no sentido de combater à criminalidade e efetuar a prisão de mais pessoas, envolvidas com essa organização criminosa”, enfatizou. 

Post Bottom Ad