IBGH apresenta investimentos e um balanço da gestão para vereadores de Araguaína

07:45

Foto: Ricardo Sotero

Diretores do Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar – IBGH, responsável pela gestão compartilhada do Hospital Municipal de Araguaína – HMA e da Unidade de Pronto Atendimento – UPA do Araguaína Sul, participaram de uma sessão da Câmara de Vereadores, no último dia 9, para apresentar os investimentos e melhorias feitos nas unidades nestes primeiros nove meses de atuação.
A diretora da UPA e HMA, Jane Guimarães, e o diretor de Controladoria, Roberto Garcia, falaram da estrutura, sistemas de atendimento e protocolos do Ministério da Saúde que regem o funcionamento das unidades.
Na oportunidade, também foram apresentadas imagens das dependências da UPA e HMA antes e depois da gestão do IBGH, mostrando as melhorias estruturais e em equipamentos feitas na lavanderia, cozinha, enfermarias, laboratórios, depósitos externos e na área de tecnologia da informação.
"É fundamental que os legisladores e toda a sociedade
tenham conhecimento dos avanços que tivemos nestes nove meses. Otimizamos o atendimento ao público e também as condições de trabalho dos colaboradores. Claro que muito ainda precisa ser feito, mas estamos atentos a cada pendência", afirma Roberto.
Remédios
Uma das implementações ressaltadas foi o controle de estoque dos remédios fornecidos nas duas unidades. "Usamos um sistema de gestão de rastreabilidade por código de barras, que auxilia no monitoramento dos vencimentos e quantidade disponível", explicou Roberto.
Os diretores informaram, ainda, que a reposição do estoque acontece com uma margem de segurança de 30% para garantir o fornecimento. "Este gerenciamento assegura que não compremos remédios acima ou abaixo da necessidade", complementou Jane.
Aprovação
Também foram apresentadas aos vereadores as pesquisas de satisfação feitas com pacientes do HMA e UPA. Segundo o relatório do IBGH, de 90% a 97% dos pacientes aprovam o atendimento no HMA; na UPA, o índice é de 91%. "As reclamações continuam existindo e fazemos questão de ouvir cada uma delas para saber onde precisa ser melhorado", comentou Roberto.
Mais investimentos
A apresentação trouxe também informações sobre a reestruturação dos porta-objetos de pacientes e acompanhantes no Hospital Municipal, equipamentos que não funcionavam e foram consertados, novos enxovais e aquisição de cadeiras específicas para acompanhantes e maquinários para os laboratórios. "Tem ainda as reformas nas enfermarias, que estão acontecendo todos os meses para não precisarmos interditar parte do hospital para obras. A primeira delas deve ser entregue dentro de 15 dias", lembrou o diretor.
Questionamentos
No encontro, foram esclarecidas questões sobre o pagamento dos servidores, visto que a demora ocorre em detrimento de atrasos nos repasses por parte do município. O secretário de Saúde de Araguaína, Jean Coutinho, também presente na reunião, explicou que, como a UPA é uma unidade de funcionamento tripartite – Estado, União e Município -, é necessário aguardar o repasse das outras esferas. O Governo Federal mudou a data dos pagamentos para entre os dias 10 e 15 de cada mês e o Estado ainda possui pendências com o município.
Os diretores elucidaram também a respeito de questionamentos dos vereadores, visto que as alegações de superlotação e falta de alimentação, por exemplo, não eram procedentes. Jane explicou que, em dias específicos, há um aumento no fluxo de pacientes acima da normalidade. "É preciso considerar as demandas que vêm de fora da cidade e também de outros Estados", pontou. Sobre a alimentação, foi explicado que a UPA e HMA servem cerca de 25 mil refeições mensais (6 vezes ao dia) para pacientes, acompanhantes e colaboradores, tudo devidamente assinado e protocolado.
Roberto esclareceu ainda acerca da alegação de que o IBGH teria contratado uma empresa terceirizada para a limpeza das unidades, informando que o serviço de higienização hospitalar é bastante complexo e é feito por uma empresa especializada em asseio, conservação e desinfecção com uso de produtos específicos para ambientes hospitalares.

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »