Polícia Civil do Tocantins realiza monitoramento de fronteiras em mais uma ação do pacto interfederativo de Segurança Pública

15:56




Fortalecer ações dos órgãos de segurança pública e combater o crime organizado é um dos principais objetivos da operação policial que está em andamento desde a última segunda-feira, 8, na região sul do Tocantins, fronteira com o estado de Goiás.  A ação faz parte do pacto interfederativo de segurança pública consolidadono mês junho de 2016, durante encontro de governadores da região central do Brasil, realizado em Palmas (TO).

Concentrada nas cidades limítrofes de Alvorada, Araguaçu, Palmeiropólis e Formoso do Araguaia, a operação visa inibir a entrada de armas e entorpecentes no estado e para tanto, policiais civis do Grupo de Operações Táticas Especiais
(Gote), com o apoio de agentes da Delegacia Regional de Gurupi e equipe aérea do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), estão realizando abordagens em veículos e pessoas na BR 153, já que esta é a principal estrada de acesso ao Tocantins, naquela região.

De acordo com o delegado Rildo Barreira, diretor do Grupo Tático da Polícia Civil, cerca de 400 veículos e mais de 700 pessoas já foram abordados desde o inicio da operação. “Nosso objetivo aqui é tentar evitar a entrada de drogas e também de armas que e munições não licenciadas e, dessa forma, combater a atuação de organizações criminosas em nosso estado”, afirma o delegado.

A ação é desenvolvida em parceria com a Polícia Militar do Tocantins (PM/TO), sendo feito revezamento de equipes e outras operações integradas de combate à criminalidade estão previstas dentro do pacto interfederativo, por meio dos subcomitês de divisas.


Subcomitês

Em julho deste ano (2016), foi instalação o Subcomitê Integrado de Segurança Pública Goiás/Tocantins (Subcomitê de Divisas), cuja estrutura está voltada para a atividade operacional, com responsabilidades de compartilhamento de informações, realização de planejamentos, análises e diagnósticos, bem como a execução de atividades integradas, que proporcionem maior capilaridade entre as forças de segurança goianas e tocantinenses.

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »