Mais 16 pessoas são recuperadas do vício das drogas na Comunidade Vida Nova - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Mais 16 pessoas são recuperadas do vício das drogas na Comunidade Vida Nova

Share This


Em parceria com a Prefeitura, a Comunidade Terapêutica Vida Nova realiza neste domingo, 13, às 14 horas, a cerimônia de formatura de sua 3ª turma do Programa de Recuperação da Dependência do Álcool e outras Drogas. Após nove meses de terapia intensa, a turma composta por 16 internos receberá o certificado de conclusão do tratamento de dependência química, atestando que estão recuperados e prontos para voltar ao convívio familiar, social e ao mercado de trabalho.
 
A comunidade funciona desde 2014 no antigo viveiro municipal, próximo ao Parque das Águas. Além da parceria com a Prefeitura de Araguaína, empresas privadas também ajudam na manutenção da comunidade, que já recuperou outras 25 pessoas. 
 
“Cada turma que se forma e sai daqui pronto para o convívio social e para o mercado de trabalho é um incentivo para seguirmos em frente nessa missão”, comentou o presidente da Comunidade Terapêutica Vida Nova, Wagner Enoque de Souza.
 
Recuperação
A internação é voluntária e o tratamento gratuito dura um período de nove meses. A recuperação é feita através da mescla de atividades laborais aos exercícios espirituais. Durante os nove meses de estadia na comunidade, os internos cuidam da produção de hortaliças para o próprio consumo, do cultivo de mudas de espécies nativas da região e do tanque pesqueiro. Além disso, eles se revezam nas atividades domésticas e participam de cursos profissionalizantes.
 
A espiritualidade é trabalhada através da terapia grupal, vivenciada em rodas de conversa, e individual, com acompanhamento profissional. As famílias, quando identificada a necessidade, também recebem acompanhamento, através do trabalho de Redução de Danos em Domicílio, desenvolvido em parceria com o Conselho Tutelar, que visa preparar as famílias para receber o interno recuperado.
 
Recuperação de dependentes químicos
Percebendo a necessidade de se ampliar ainda mais a recuperação de dependentes químicos, a Prefeitura está finalizando o primeiro Centro de Acolhimento Municipal para Tratamento de Dependentes Químicos de Araguaína. O centro terá a capacidade de atender 32 internos, homens e mulheres, na faixa etária de 18 a 60 anos.

A estrutura terá um dormitório masculino com capacidade para 24 internos e um feminino para oito internas, além de refeitório, quiosques, salas de convivências, recepção e salas médicas.

O projeto é da Prefeitura e o valor do investimento é de R$ 1.229.572,27, oriundos de emenda parlamentar da senadora Kátia Abreu.

Post Bottom Ad