Suspeitos de praticar crimes em vários estados são presos por policiais civis do Tocantins - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Suspeitos de praticar crimes em vários estados são presos por policiais civis do Tocantins

Share This




Uma ação conjunta deflagrada na noite da última segunda-feira, 20, por policiais civis da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic/Palmas) juntamente com a Delegacia Especializada na Repressão a Narcóticos (Denarc), e apoio de policiais civis de Paraíso do Tocantins, resultou na prisão de André Luis Alves de Freitas, vulgo “Sukim”, 33 anos, Raul Martins Marques, 22 anos e Pablo Lopes da Silva, 23 anos na cidade de Barrolândia/TO.

Conforme o delegado Vinícius Mendes de Oliveira, a
operação foi deflagrada para dar cumprimento a um mandado de prisão preventiva em desfavor de André Alves que, de acordo com as investigações da Polícia Civil, é suspeito de integrar uma organização criminosa e já teria respondido por vários roubos a bancos, na região da ‘Baixada Santista’, litoral do Estado de São Paulo, bem como no interior daquele estado e também nos estados do Tocantins, Pará e Goiás.

Ainda de acordo com o delegado, durante os trabalhos investigativos foi apurado que “Sukim” estaria residindo em Paraíso do Tocantins e, na companhia de alguns associados, estaria praticando diversos roubos, furtos e tráfico de drogas, naquele município e região.

“Com base nessas informações, iniciamos as investigações
na tentativa de localizar o paradeiro do indivíduo, sendo que o mesmo foi encontrado em Barrolândia, juntamente com seus comparsas Raul Martins e Pablo Lopes, no momento em que tentavam fugir para a cidade de Miranorte/TO, no veículo de Pablo”, pontuou o delegado.

Durante a abordagem, os policiais civis encontraram em poder dos suspeitos; drogas (maconha e crack), balanças de precisão, armas de fogo (um revolver calibre .38 e uma espingarda com o cano serrado de calibre .20, ambos municiados), joias de origem duvidosa, dinheiro e o veículo utilizado para o transporte da droga e dos membros da organização criminosa.

Além do cumprimento do mandado de prisão de André Luís, todos os envolvidos foram autuados, em flagrante, por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, associação criminosa armada, organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo e munições e favorecimento pessoal.

Em razão da periculosidade dos suspeitos, após os procedimentos cabíveis, os três foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Post Bottom Ad