Suspeito de homicídio em Barra do Ouro é transferido pela Polícia Civil de Goiânia para o Tocantins - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Suspeito de homicídio em Barra do Ouro é transferido pela Polícia Civil de Goiânia para o Tocantins

Share This

Na última sexta-feira, 9, policiais civis da Delegacia Interestadual de Polinter e Capturas, coordenados pelo delegado Reginaldo de Menezes Brito, efetuaram o recambiamento da Comarca de Goiânia para Araguaína, de Luzimar França Pimentel, 26 anos de idade.

Ele é suspeito pelo homicídio que vitimou Alcivan Souza de Almeida, crime ocorrido no dia 1º de fevereiro de 2016, na cidade de Barra do Ouro e, foi preso pela Delegacia de Capturas de Goiânia, no dia 13 de abril de 2017, após informações repassadas pela Polinter Tocantinense.

Segundo o delegado Reginaldo, após cometer o crime no Tocantins, o indivíduo fugiu para Goiânia, onde trabalhava e levava uma vida aparentemente normal. “Desde a época do crime, a Polícia Civil do Tocantins estava empenhada em capturar Luzimar e, após um meticuloso trabalho de investigação, os agentes do Núcleo de Inteligência da Polinter, conseguiram fortes indícios de que o homem estava residindo na capital de Goiás e, desse modo, repassamos as informações a Polinter do estado vizinho que efetuou a prisão de Luzimar”, ressaltou o delegado.

Após chegar a Araguaína, o foragido da Justiça foi levado à Central de Flagrantes e, logo após os procedimentos cabíveis, foi recolhido à carceragem da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

O crime
Conforme apontaram as investigações da Polícia Civil, no dia 1º de fevereiro de 2016, Luzimar França Pimentel, juntamente com Josivaldo Araújo do Nascimento assassinaram a facadas, a vítima Alcivan Souza Almeida, em um estabelecimento comercial denominado “Bar da Loira”, localizado no povoado Morro Grande, em Barra do Ouro.

Ainda de acordo com as investigações da PC, a vítima estava bebendo na companhia dos dois acusados quando, em determinado momento, Josivaldo exigiu que Alcivan lhe pagasse uma dose de pinga. A vítima se recusou e foi ameaçada de morte por Josivaldo que, em seguida, saiu do local, mas voltou minutos depois portando um punhal. Nesse momento, Luzimar pegou a arma e desferiu alguns golpes do pescoço da vítima, que veio a óbito no local. Em seguida, os dois agressores fugiram, sendo que Luzimar permaneceria foragido da Justiça até o último dia 13 de abril, quando foi preso pela Polícia Civil, em Goiás.  

Post Bottom Ad