Comunidade do Jalapão se reúne para assistir ao primeiro capítulo de novela gravada na região - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Comunidade do Jalapão se reúne para assistir ao primeiro capítulo de novela gravada na região

Share This


Mais de 200 pessoas se reuniram nesta segunda-feira, 23, na praça central do município de Mateiros para acompanhar a estreia da nova novela das nove da Rede Globo, O Outro Lado do Paraíso. A trama teve suas cenas iniciais gravadas em vários pontos turísticos da área que faz parte do Parque Estadual do Jalapão (PEJ), administrado pelo Governo do Tocantins.

O evento, organizado pela Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom), teve por objetivo reunir a população da região, dentre eles pessoas que participaram ou trabalharam na novela, para conferir o início da história que retrata parte do cotidiano local. “A intenção do Governo, com essa ação, é despertar o sentimento de pertencimento das pessoas em relação ao nosso Estado e, consequentemente, das belezas naturais que existem nele. Essa novela tem tudo para ser um divisor de águas para o turismo do Tocantins e cabe a todos nós cuidar disso e preservar para que nossos recursos não acabem e nem
sejam destruídos”, pontuou a titular da Secom, Kênia Borges.

Presente no município de Mateiros, a vice-governadora Claudia Lelis acompanhou, com a comunidade, o primeiro capítulo de O Outro Lado do Paraíso. Ao final da exibição da trama, a representante do Executivo falou com a imprensa e assegurou que os recursos para pavimentação asfáltica da região do Jalapão estão garantidos e que as obras terão início em 2018.

Na ocasião, Cláudia anunciou que o Estado do Tocantins receberá em 2018 R$ 97,2 milhões de recursos de emendas impositivas, apresentadas pela bancada federal tocantinense  para aquisição de máquinas e equipamentos que irão atender os municípios, sendo que uma dessas patrulhas ficará disponível para região do Jalapão. “Nós já estamos com alguns recursos para investir na infraestrutura da região. A partir do ano que vem, vamos fazer a tão sonhada pavimentação asfáltica que vai de Lagoa do Tocantins até o município de Mateiros, passando por São Félix. E nós sabemos também das dificuldades que estamos tendo na estrada que liga Ponte Alta a Mateiros e já estamos resolvendo isso, por meio de emendas impositivas, colocando todo o maquinário à  disposição para iniciar os trabalhos”, afirmou a vice-governadora.

Artistas locais

Várias moradores de Mateiros participaram de forma direta das gravações e da produção da novela. Ilana Ribeiro, de 31 anos, artesã da Comunidade Mumbuca, foi um dos principais contatos da emissora no Tocantins. Ela contou que conheceu o autor Walcyr Carrasco durante uma feira literária em Brasília (DF) e que, na ocasião, o convidou para conhecer o povoado Quilombola do Mumbuca. O escritor de O Outro Lado do Paraíso aceitou o convite e veio para a região na época da colheita do Capim Dourado. “Ele ficou encantado com o que viu aqui, conheceu bem a região e conversou com várias pessoas da comunidade”, contou Ilana.

Desde então, a artesã colaborou com a produção da trama fazendo pesquisas e indicando atores para figuração. Uma das pessoas indicadas por Ilana foi a também artesã Miria Tavares. “Eu e a Ilana fomos para o Rio de Janeiro a convite da Rede Globo e gravamos algumas cenas da novela. Foi emocionante e diferente vivenciar toda essa experiência e está sendo maravilhoso assistir esse primeiro capítulo, aqui, junto com a comunidade local”, disse Miria.

Quem também acompanhou o primeiro capítulo da novela na praça central de Mateiros foi a proprietária do terreno em que está localizada a Cachoeira do Formiga, Josefa Alves dos Santos. O atrativo turístico foi um dos locais que serviram de cenário para a gravação da novela. “Nossa expectativa é de que o fluxo de turista, que já aumentou desde que a novela começou a ser gravada aqui, cresça bastante. E para atender a essa demanda, estamos planejando construir um restaurante maior e também chalés para os turistas”, garantiu.

Outra moradora do município de Mateiros que participou da trama foi a estudante Deja Marques, de 23 anos. “Acabei de assistir a cena em que eu apareço e estou bastante feliz e emocionada. Além dessa cena que gravei, a produção da novela me contratou para atuar como dublê da atriz Bianca Bin [protagonista da novela que faz o papel da mocinha Clara]”, contou.

“Passei o dia, hoje, ansiosa para assistir o primeiro capítulo da novela, para conferir quais cenas eles levariam ao ar. Depois, quero assistir com mais calma pelo site da novela. É algo muito gratificante para nós aqui da região. Nosso trabalho com capim dourado, nossa cultura e nossas belezas naturais terão uma exposição muito positiva em horário nobre na principal emissora do país e isso é muito bom. Além disso, nós também ficamos amigos dos atores e diretores e mantemos contato com eles até hoje. Quando fui para o Rio de Janeiro gravar a novela e vi, na entrada do Projac [estúdios de produção da Rede Globo], um painel com várias fotos do Jalapão comecei a ter um pouco da dimensão de onde estávamos chegando”, concluiu Ilana Ribeiro.

Audiência

De acordo com dados preliminares do Ibope O Outro Lado do Paraíso marcou 34 pontos de média e superou a antecessora, A Força do Querer, que marcou 33 pontos no primeiro episódio.
Atualmente, um ponto no Ibope equivale a 70,5 mil domicílios. Esses números servem como referência para o mercado publicitário. Os dados são prévios e podem sofrer alterações no consolidado.
Ambientada no Tocantins, especialmente em Palmas e na região paradisíaca do Jalapão, o Outro Lado do Paraíso trata da Lei do Retorno e da crença de que um dia a justiça chega para todos e vai contar uma história de amor, ambição e vingança. A obra é escrita por Walcyr Carrasco, com direção artística de Mauro Mendonça Filho e direção geral de André Felipe Binder.

Jalapão
A microrregião do Jalapão está localizada na porção leste do Tocantins, fazendo divisa com os estados do Maranhão, Piauí e Bahia. Ocupa uma área de 53,3 mil km², sendo que 34,1 km² encontram-se dentro do Estado do Tocantins, englobando 15 de seus municípios: Barra do Ouro, Campos Lindos, Centenário, Goiatins, Itacajá, Itapiratins, Lagoa do Tocantins, Lizarda, Mateiros, Novo Acordo, Ponte Alta, Recursolândia, Rio Sono, Santa Tereza e São Félix.

O nome Jalapão se refere a uma planta muito comum na região, chamada Jalapa. As constantes expedições de turismo à região, embora de difícil acesso, fizeram com que o povoado de Mateiros fosse emancipado, tornando-se sede do município em que o povoado do Jalapão se situa.

Para se chegar de Palmas a Mateiros, existem duas vias de acesso. Seguindo pelas rodovias TO-010, TO-020 e TO-030, pavimentadas e em bom estado de conservação, chega-se à cidade de Aparecida do Rio Negro, a 64 km da capital, Palmas, e viajando mais 42 km à frente, chega-se à cidade de Novo Acordo, sendo que o trecho pavimentado da rodovia termina ali. O principal acesso para o município de Mateiros, atualmente, é feito pela Rodovia TO-255, passando por Ponte Alta do Tocantins.

Post Bottom Ad