Polícia Militar prende casal por porte ilegal de arma de fogo e ameaça em Araguaína - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Polícia Militar prende casal por porte ilegal de arma de fogo e ameaça em Araguaína

Share This

O fato aconteceu às 01h08 desta quinta-feira, 23. Populares acionaram a Polícia Militar informando que ouviram uma pessoa gritar por socorro do interior de um veículo GM/Montana, cor prata, que trafegava na Av. Dos Fazendeiros, Setor Jardim Paulista, em Araguaína/TO.

Os Policiais Militares fizeram o cerco de toda a área e conseguiram localizar o veículo trafegando pela Av. Anhanguera, já no Setor Urbano. Como havia suspeitas de existir refém no interior do carro, foi feito o acompanhamento à distância enquanto reforços chegavam. O veículo foi interceptado e cercado na Av. Prefeito João de Sousa Lima, Centro da cidade.

Na abordagem, apenas o casal, homem de 18 e mulher de 28 anos, se encontrava no veículo onde os Policiais Militares realizaram buscas e localizaram um revólver calibre 38 carregado com seis munições intactas, sendo três normais e três expansivas pontas ocas, as quais produzem efeito explosivo.

Questionados quanto a denúncia de alguém ter gritado por socorro do interior daquele veículo, o casal relatou que tinham levado duas mulheres até aquele local para acertarem a conta de uma dívida. Os Policiais Militares realizaram diligência e conseguiram localizar a suposta vítima que gritou, uma adolescente de 16 anos. Ela informou que se encontrava na Feirinha, com uma amiga e foram convidadas pelo referido casal para fazer uso drogas, contudo, no percurso, começaram a ameaçá-las de morte, oportunidade em que elas gritaram por socorro e pularam do veículo em movimento provocando escoriações pelo corpo.

A Polícia Militar deu voz de prisão para o casal infrator e os conduziu juntamente com a arma e munições para a DP de Plantão, onde foram autuados pelo porte ilegal de arma de fogo e pela ameaça contra a adolescente. Ressalta-se que a mulher de 28 anos detida já tem passagens pela polícia por furto e roubo, inclusive havia apenas três meses que ela teria sido posta em liberdade após cumprimento de pena.

Post Bottom Ad