Clínica-Escola Mundo Autista promove palestra com especialista em inclusão social - Portal Tem de Tudo Tocantins

Publicidade

Post Top Ad

Clínica-Escola Mundo Autista promove palestra com especialista em inclusão social

Share This
Foto: Marcos Filho Sandes/Ascom

Araguaína recebe na próxima terça-feira, 31, a psicóloga e digital influencer Marta Alencar, que por meio da boneca cadeirante Tina Descolada, promove a inclusão social e colabora na identificação visual positiva de pessoas com algum tipo de deficiência, combatendo o preconceito e a discriminação. Marta ministrará palestra com o tema Diversidade Humana: ações e atitudes inclusivas.
 
Organizado pela Clínica-Escola Mundo Autista, com apoio da Prefeitura de Araguaína, o evento é aberto à comunidade e será realizado na Secretaria de Assistência Social, localizada à Rua Humberto de Campos, nº 508, Bairro São João, das 8h30 às 11h30 e seguindo no turno vespertino, das 14 até às 17 horas.
 
Além da palestra de Marta Alencar, haverá oficina sobre inclusão da pessoa com deficiência de forma lúdica, palestra da médica Luciana Sant’ana de Souza, desfile com crianças autistas e apresentações de dança realizadas pela Igreja Vida.
 
De acordo com a assistente social da Clínica-Escola, Vanderleia Damasceno Rosa, apenas com a transferência de conhecimento é possível quebrar as barreiras do preconceito. “As pessoas ainda não sabem lidar com o autismo. Não é uma doença, é uma condição, que ainda está no anonimato. A própria lei que entende o autismo como uma deficiência é muito nova, de 2012”.
 
Tina Descolada
Marta Alencar atua como psicóloga há mais de 30 anos, em Belo Horizonte. Ela conta que seu ativismo social nasceu naturalmente e se consolidou com a personagem Tina Descolada, criada em 2012, quando seu trabalho ganhou destaque na imprensa e eventos de inclusão. A boneca foi comprada em um site norte-americano e já veio com sua cadeira de roda.
 
“A ideia é apresentar uma representatividade nas bonecas. Estamos acostumados a ver modelos perfeitos. É raro até vermos bonecas negras, imagine com prótese, vitiligo e cadeirante? Por meio das imagens, busco sensibilizar e amenizar o preconceito, as diferenças, e o autismo é uma dessas diferenças. Promovendo a diversidade, as campanhas são importantes para abrir a cabeça das pessoas”, conta Marta.
 
Assim como a assistente social da clínica, a psicóloga também entende que o caminho é longo e por isso usa a palavra amenizar o preconceito, ao invés de erradicar. “Seria muita pretensão minha erradicar um sentimento que vem de muitos anos. É difícil e ainda são poucas pessoas com essa bandeira. Também por isso acredito que meu trabalhou ganhou visibilidade”.
 
O trabalho de Marta pode ser acompanhado nas mídias sociais, buscando pelo nome da boneca Tina Descolada. O uso da imagem para sensibilizar foi inspirado na personagem Amélie Poulain, do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, que gostava de alegrar as pessoas com pequenos gestos. “A ideia era fazer com a que a boneca aparecesse em fotografias, como Amélie fez no filme com o gnomo de jardim, fotografado nos principais pontos turísticos do planeta, para alegrar o seu pai, um viúvo recluso”.
 
Clínica Mundo Autista
Em 2016, foi fundada a Associação Mundo Autista em Araguaína. No mesmo ano, a Prefeitura de Araguaína criou a Clínica-Escola Mundo Autista, a terceira no Brasil e primeira na região Norte.  Administrada pela associação, a clínica atende a aproximadamente 450 pessoas com algum grau de Transtorno do Espectro Autista (TEA) e cerca de 200 usuários, com terapias e consultas médicas, atendidos mensalmente.

Para ter acesso a uma consulta da Clínica-Escola Mundo Autista de Araguaína, é necessário primeiro um encaminhamento nas Redes Municipais de Saúde e Educação. “Há um protocolo nas escolas e Unidades Básicas de Saúde (UBS), que realizam diagnósticos específicos em cada área. Quando a suspeita é mantida, então, essas crianças são encaminhadas para cá”, explica a médica da clínica-escola, Luciana Sant’ana de Souza.

Post Bottom Ad